quinta-feira, 30 de julho de 2015

Um estranho na rua



Achei engraçado vê-lo parado na entrada do shopping...

Fazia tempo que conversávamos mas seria a primeira vez que nos encontraríamos olho no olho. Por incrível que pareça, não estava nervosa. Ansiosa sim, nervosa não.

Assim que ele me viu , abriu um sorriso enorme. Depois um abraço carinhoso. Ao mesmo tempo que já era um velho conhecido, ainda era um estranho pra mim... Um estranho na rua.

A conversa fluiu logo, fácil, gostosa. Fazia tempo que não tinha uma conversa daquelas onde a pessoa me ouvia atentamente e parecia se importar de verdade com tudo que eu estava dizendo.

Era tudo muito sincero. Os olhares, os sorrisos e apesar da ansiedade de início eu já estava totalmente relaxada com a situação.

Aquele estranho que estava me esperando na rua tornou-se em questão de horas uma pessoa que já conhecia a tempos e que não queria de jeito nenhum que saísse da minha vida.

Tagarela que sou, falei pelos cotovelos e ele ali sempre atento. Será que estava mesmo absorvendo tudo que eu falava?
Pouco mais de um mês depois, ele me deu provas sim de que ouvia atentamente tudo que eu dizia naquela tarde de Maio.

Chegou a hora da despedida... Um outro abraço carinhoso, que se tornou num beijo - o primeiro de muitos- igualmente carinhoso e me fez ter a certeza de que aquele estranho se tornaria o mais conhecido de todos os rostos.

Texto por Moni Souza - Parte integrante do Projeto "Escrita Criativa". Tema do mês de Julho "Um estranho na rua." Para conhecer o projeto, clique aqui

4 comentários:

  1. Me arrepiei depois de ler, Moni... Parece minha própria história com meu marido, acredita??
    Parabéns pelo texto... :)

    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Soraya que legal! Para escrever o tema desse mês eu me inspirei na minha história com meu namorado.
      Fico feliz que a minha historia tenha te tocado!
      Um beijo

      Excluir
  2. Sei esta história de cor, mas é tão legal ver o registro dela aqui! <3
    Espero que ela ganhe capítulos infinitos até vocês se tornarem bem velhinhos, cheios de filhos e netos! <3
    Felicidade é o que eu desejo!

    Um beijo,

    Algumas Observações
    Minhas Literariedades
    Teoria, Prática e Aprendizado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E espero que você esteja sempre ao meu lado para acompanhar todos os capítulos dessa história!
      Beijos

      Excluir

Deixe o seu comentário! Se você tiver um blog, deixe seu endereço aqui também, vou adorar conhecer seu cantinho!

Postagem em destaque

[Post Especial] Para Nós, todo amor do mundo

Sem pretensões você chegou, pegou na minha mão, olhou nos meus olhos e ouviu tudo o que eu falava. E olha que eu falei muito! Aq...